16 de dezembro de 2019

A importância de se planejar (e muito!) para 2020

O planejamento está subestimado. Não sabemos se é porque muita gente faz, mas poucos colocam em prática; se é porque faltam detalhes e objetividade no momento de desenvolvê-lo ou se, simplesmente, outras coisas estão tomando lugar do que antes era considerado prioridade (e não deveria deixar de ser). Seja qual for a razão, tem muito gestor e muito empresário esquecendo do quanto é importante, no final do ano, desenvolver planos e metas (a curto e longo prazo) para o ano que vem. Esse texto é um alerta: planeje-se para 2020. A organização trará mais resultados e resultados melhores, em um menor espaço de tempo. 

Afinal, o que é o planejamento empresarial?

Faz parte do planejamento de qualquer empresa, independente do setor ou do porte, a ponderação de investimentos e de retornos; a análise das ações que deram certo e também das que deram errado; decisões sobre o que será mantido na estrutura e no funcionamento do negócio e sobre o que será modificado, renovado ou eliminado. Para um bom planejamento para 2020, é importante que sejam considerados, além de fatores internos, fatores externos. Todos estes fatores estão apresentados aos gestores de cada empresa em dados, planilhas e, muitas vezes, gráficos e tabelas. Atualmente, eles também aparecem nos relatórios de aplicativos, plataformas e softwares aplicados, por exemplo, na administração financeira e no fechamento de caixa e na prospecção de clientes e apuração e armazenamento de dados e informações.

O passo a passo de um bom planejamento

A partir de projeções financeiras – quanto temos? quanto podemos gastar? como deverá ser a situação do mercado como um todo no ano que se aproxima, levando em conta a situação política e econômica do país? teremos novos investidores? manteremos o mesmo público alvo e este público alvo terá os mesmos hábitos de consumo? – é possível chegar a outras conclusões importantes para um bom planejamento para 2020. São elas:

– a definição de objetivos a ser atingidos;

– a definição de ações a ser tomadas (pensando nos objetivos);

– a definição de métodos que serão utilizados (para a aplicação das ações);

– a definição da estrutura para tudo isso (tanto em número de colaboradores, quanto em número de setores e até mesmo se haverá ou não terceirização de algum serviço, como o serviço de soluções em tecnologia da informação e em internet como um todo, cada vez mais um serviço de maior importância).

É importante não esquecer, também, do cálculo de riscos; da definição de ações e da previsão de investimentos de emergência.

E por falar em TI… 

Entre outros motivos pelos quais o já mencionado serviço de soluções em TI se torna cada vez mais fundamental e deve ser levado em conta no planejamento de empresas para o ano que vem, é possível mencionar as tendências de mercado. Todas voltadas ao universo online e virtual. Fazem parte destas tendências, por exemplo: clubes de assinatura e serviços de economia compartilhada; aplicativos de vendas para celulares e tablets; uso da inteligência artificial na divulgação de produtos e/ou serviços e também na aproximação entre empresa e cliente; automação. Se tem alguma empresa que não queira crescer (e lucrar) com base nestas tendências, a gente desconhece!

Leave your comment

Please enter your name.

5 × dois =

Please enter comment.

Entre em contato conosco !

[wpforms id='998' title='false']