25 de março de 2019

    COMO MANTER MEU NOTEBOOK PROTEGIDO?

    Os computadores são, de fato, equipamentos funcionais e totalmente colaborativos com as nossas tarefas diárias. No entanto, atrás deste monitor, muitos perigos podem estar escondidos. Por isso, é fundamental se atentar em algumas atividades realizadas diariamente que são verdadeiras portas de entrada para os “piratas de dados”.

    A verdade é que não imaginamos a quantidade de perigos a que estamos expostos abrindo um simples e-mail ou acessando um site de compras, por exemplo, e estas são atividades comuns no dia a dia. Agora, imagine quando consultamos contas bancárias ou passamos informações confidenciais através de mensagens de texto ou aplicativos instantâneos? Infelizmente, com o passar do tempo os crimes virtuais estão mais frequentes, superando as proteções de antivírus comuns e invadindo as redes tanto públicas como corporativas ou privadas. Inclusive, segundo os dados da Norton Cyber Security, órgão que analisa estes incidentes, o Brasil, no último ano, superou a quarta posição do ranking dos países onde mais ocorrem crimes virtuais e chegou à segunda – ficando atrás apenas da China – com um índice que ultrapassa 60 milhões de casos por ano! Ou seja, um número alarmante.

    O crescimento neste índice pode ser explicado por inúmeros motivos, o principal entre eles é a popularidade conquistada pelos smartphones. Os notebooks, por sua vez, também são constantes alvos de invasões e isso se dá por conta da sabida confiança que os usuários depositam neles. De fácil utilização, transporte e grande competência, estes computadores são ferramentas de trabalho, descontração, pesquisas e compras.

    Desta forma, estão presentes neles todas as informações necessárias para que os hackers possam realizar roubos e falsificações. Diante disso, é indispensável conhecer práticas que podem prevenir a invasão destes “piratas cibernéticos”, garantindo assim a segurança do notebook e, por consequência, das suas informações.

    CINCO DICAS PARA MANTER A SEGURANÇA DO NOTEBOOK

    • Instale e mantenha atualizado antivírus e backup

    Por conta da sua importância, a instalação deste sistema é a primeira dica. É fundamental contar com antivírus competentes para garantir a segurança do notebook. Afinal, estes softwares são programados para assegurar que spams ou vírus em geral não invadam os sistemas e coletem informações confidenciais. Estes programas passam por atualizações frequentes pelos seus desenvolvedores, para que estejam sempre preparados contra diferentes ações de hackers. Cabe aos antivírus realizar frequentemente varreduras em todos os sistemas do computador onde está instalado, assim como analisar downloads, acessos a sites e outras atividades realizadas pelos usuários, desta forma, certificando o máximo de segurança possível durante a navegação.

    O backup, por sua vez, é outra atitude bastante eficaz para se manter livre de ataques de hackers. Isso porque esta atividade compreende no envio de informações importantes para um local seguro, possibilitando que os usuários a excluam das máquinas. Com isso, em possíveis invasões, os criminosos não têm acesso a dados importantes. O backup assegura também que em casos de exclusão de arquivos – acidentalmente ou por falha sistêmica – essas informações não são perdidas.

    • Desconfie das “Ofertas generosas”

    Encontrou descontos exorbitantes, parcelamentos em muitas vezes, produtos com um valor muito abaixo da média: desconfie. Essa é uma armadilha bastante comum desenvolvida pelos hackers para atrair usuários e coletar informações de cartões de crédito ou basicamente invadir o sistema. Infelizmente, a regra é clara: se é muito bom pra ser real, é porque pode não ser.

    • Cuidado com a navegação

    É verdade que não é simples saber se algum site que estamos visitando é totalmente confiável ou não. Entretanto, existem algumas observações que pode confirmar essa informação. Em sites de compras, por exemplo, antes da URL, na barra de navegação, pode estar presente o símbolo de um cadeado em verde, o que significa que esta é uma página segura. Ainda neste tema, é importante se atentar a sites de compras internacionais, assim como links que são enviados por e-mails ou mensagens.

    • Atenção às informações confidenciais

    Os aplicativos de mensagem já fazem parte do nosso dia a dia. Por lá, estamos conectados com todos de forma rápida e dinâmica. No entanto, é importante filtrar as informações passadas por estes locais, por exemplo, dados bancários ou de cartões. Afinal, não é possível saber quem está do outro lado ou se nesta conversa existe “mais alguém”. Além disso, quando o assunto são sites, é importante ter total confiança na página ao informar dados de cartões de crédito, por exemplo.

    • E-mails são o principal alvo de ataques

    Por último, mas não menos importante, está a caixa de e-mail, que pode ser considerada uma das maiores portas para invasões hackers nos computadores. É através de e-mails que os criminosos criam armadilhas para conseguir dados importantes dos usuários e a partir daí cometer falsificações. Por este motivo, é importantíssimo saber perfeitamente a procedência do email antes de abri-lo, baixar anexos ou clicar em links que aparecem através deles.

    Seguindo estas dicas, já é possível conquistar maior proteção durante a navegação. No entanto, quando é indispensável estar totalmente imune contra essas invasões, a contratação de empresas especializadas neste segmento pode ser outra dica ainda mais assertiva. A ITLine é um exemplo disso. A empresa oferece backup e antivírus, desenvolvidos por fabricantes especializados em segurança digital e crimes virtuais e que, portanto, certificam segurança do notebook, nos seus dados e sistemas. Devido a sua competência, a ITLine é líder neste segmento, atuando internacionalmente e firmando parcerias com marcas bastante conhecidas no ramo de informática. Entre em contato e conheça mais sobre!

    Fontes:

    https://www.itltech.com.br/it-line
    https://tecnologia.uol.com.br/noticias/redacao/2018/02/15/brasil-e-o-segundo-pais-no-mundo-com-maior-numero-de-crimes-ciberneticos.htm